segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Primeiro alerta de tornado da minha vida (espero que último tb)


Depois de uma semana de chuvas e céu nublado, tivemos ontem um susto bem desagradável no início da noite...

Foi a primeira vez em minha vida que ouvi um alerta de tornado e instruções sobre o que fazer nestes casos. Bom, primeiro, uma grande surpresa, claro! Nunca imaginei que isso pudesse acontecer por aqui. Pelo que sei, tornados se formam e se mantêm em lugares planos...como moramos nas montanhas, desconsiderei esta possibilidade. Thomas confirmou que é mesmo algo raríssimo de se acontecer. Bem, foi o que ouvimos ontem na tv e rádio: "alerta de tornado, incomum no local, primeira vez que o tal alerta é enviado".
Fiquei bem assustada. É o tipo da coisa com a qual nunca tive que lidar e nem esperava. O tal sinal bip-bip era de dar nos nervos, fora que não nos deixava pensar direito. Como não temos abrigo subterrâneo aqui onde moramos, o conselho era ficar no banheiro ou qualquer lugar longe das janelas. Ficamos fazendo nossos planos e ouvindo o bip-bip por um bom tempo. O tal alerta dizia que os tornados estavam se formando em todos os counties aqui da área onde estamos, inclusive o nosso. Mais uma hora de apreensão e recebemos a notícia que os tais tornados estavam se dissolvendo e que o risco era bem pequeno. Uffa...que alívio, pudemos respirar normalmente depois disso. Mesmo assim ainda fiquei pensando no assunto. Lembrei dos filmes que vi (enfrentamos uma simulação no Universal Studios bem assustadora) e tb dos fatos reais pela tv. Incrível a nossa incapacidade diante da força da natureza. Não se pode fazer muito nestes casos. Pensei em minha fé que é tão pequena nos momentos assustadores. Muita coisa passou pela minha cabeça e pareceram horas infinitas de aflição, quando na realidade, nem foram tantas horas assim... o que o medo não faz!

Nossas vidas são frágeis, esta é a verdade. Penso no que os moradores do Haiti passaram com o terremoto. O fato me comove e muito. Talvez haja pessoas que não se afetem, mas o fato é que coisas assim podem acontecer em qualquer lugar e com qualquer um. Soa de maneira assustadora, mas me convenci que é a verdade. Ainda bem que tenho minha fé em Deus e espero desenvolvê-la mais ainda.

Apesar do relato acima, uma boa semana pra todos, com muita paz! :-)

7 comentários:

A e W disse...

Pois eh amiga, ainda bem que o susto passou, nao eh? Lembra no ano passado o tornado que veio a NY (tbem nao eh comum at all tornados em NY) e eu tirei fotos das arvores no chao, do caos que a minha rua ficou, vc lembra? Foi uma coisa de louco, uma sensacao de impotencia, uma coisa horrivel, foram 5 minutos de terror... O estresse e o medo me tomaram aquele momento e entao fico pensando os que realmente enfretam essas catastrofes imensas e morrem e sofrem e perdem quem amam, como as pessoas do Haiti. Que sensacao pessima, nao eh? Concordo, somos tao frageis como um copo de cristal. Que Deus esteja conosco sempre!
Bjao

Dani disse...

Que susto! Ainda bem que acabou tudo bem...
Beijos e ótima semana

Lucia Cintra disse...

Nossa, eu estaria morrendo de medo tb. Nunca passei por um natural disaster e eh um dos motivos de eu gostar de Pittsburgh. Se cuida ai, viu? bjos

Raquel disse...

Nossa, guria, isso é de assustar mesmo. Aqui em MD já teve ventos fortes, chuva e muitas trovoadas e avisos de possíveis tornados que nunca se concretizaram, graças à Deus. Eu estava no carro indo para Virgínia uma vez durante uma tempestade e tivemos que parar o carro de baixo de uma ponte e esperar a chuva se acalmar para seguirmos viagem. Foi um horror, mas nunca tive experiência com tornados e espero nunca ter. Ainda bem que foi só um alarme falso, né? Fico feliz que todos estão bem aí.

Beijos e tenha um ótimo fim de semana!

Van disse...

Nossa, amiga, ainda bem que foi só um susto! Realmente temos que nos lembrar daquele salmo para nos dar uma força: "Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, "NÃO TEMEREI mal algum". Muito difícil na prática. Só com a fé mesmo. "O justo viverá pela FÉ". Beijo!

Pablo Jakelaitis disse...

Olá,

Como que era esse bip-bip é uma aparelho que vocês tem para alertar a presença de tornado? me explica?

Debora Rocha Muscutt. disse...

Pablo, nem sei se vc vai lembrar de conferir esta resposta, fazia um tempinho que eu não checava meu blog, mas esclarecendo pra vc, o tal bip-bip de que falei é ouvido em qualquer canal de comunicação q esteja ligado. Neste dia específico os tais alerts estavam sendo emitidos em nossa casa via tv e rádio. Há pessoas que tem outros dipositivos em áreas onde os tornados são mais constantes (tipo Oklahoma), mas não é o caso aqui. : )

Feeds

Visitantes online - Welcome!

lineflower_gif