domingo, 12 de junho de 2011

Este post é longo...formatura da Sarah

Acima, Sarah, seus pais e irmãos

Cerimônia de formatura
Paul me dando a mão
Acima, no restaurante e abaixo, eu, Thomas, Sarah e Levi q tem 13 anos mas já parece ter mais...

Começo afirmando sem dúvidas que esta situação da formatura da Sarah foi uma das coisas mais surreais que já vivi até hoje em minha vida. Tudo começou quando, duas semanas antes nós recebemos o convite. Eu disse que não iria, já que eu e a menina não temos um bom relacionamento, infelizmente. Aí claro, Thomas ficou bem chateado com minha decisão achando que por ser em outra cidade, seria bacana ser pudéssemos ficar por lá no final de semana, tb rever alguns amigos na cidade, fora que ficaria chato ele ir sozinho e enfrentar a mãe dos kids. E mais aquela lista de coisas que só quem está casada com pai divorciado realmente pode entender. Resolvi pensar no assunto, afinal, a formatura é grande evento na cidade, é apresentado em um auditório enorme...ninguém iria me notar. Bom, resolvi ir apenas à formatura pra agradá-lo. Acontece que além da cerimônia em si eles fazem ou um almoço ou janta especial, com familia e amigos mais próximos, é tradição. Na 5a feira passada à noite, recebo telefonema da enteada dizendo que fazia questao da minha presença no tal almoço especial oferecido pela mãe dela num restaurante especialmente reservado. "Mas nem pensar", foi meu primeiro pensamento. Tentei explicar pra ela o quão estranho seria estar com a mãe dela após todos estes anos em guerra, recebendo recados do quanto ela me odiava, e todas a vezes que nos prejudicou ou levou para a courthouse com mentiras..absolutamente não! A outra coisa era conseguir entender porque minha enteada queria minha presença, já que não nos damos bem. Aí ela começou a insistir e dizer que era chance para que pudéssemos reconectar e etc, etc, e que ficaria estranho se eu nao estivesse lá, que ela fazia questão, que eu também era parte da *familia*.... Ela realmente insistiu e eu comecei a me sentir pressionada, e disse que um dia ela entenderia minha posição, mas ela disse que jamais entenderia...tornei a falar explicando que de uma vez por todos eu nao me sentira confortável. Ela desligou o fone. Minutos depois ligou para o pai dela reclamando a meu respeito. Dizendo que eu a estava magoando e que eu tinha que ir ao tal almoço,que era total falta de consideração, uma insistencia absurda! Eu realmente não estava acreditando naquilo. Resumindo, fui dormir estressada com tanta pressão e chatice. Thomas disse que respeitaria qualquer decisão que eu tomasse, mas que por alguma razão a menina realmente me queria no tal almoço. Eu já havia decidido não ir nem à formatura, depois de tanto stress.
Dia seguinte, dia off no trabalho para Thomas viajar para a formatura, ele chega em casa me mostrando um txt message que a mãe da menina havia acabado de enviar. Inacreditável. Dizia lá que ela queria que eu reconsiderasse o pedido da menina. Que se preciso fosse ela imploraria para que eu fosse. Q Sarah estava inconsolável com minha recusa (sério???) e que no fundo seria melhor pra todos nós se pudessemos nos perdoar pelos erros do passado, pela inimizade, etc, etc...que ela gostaria que eu desse às duas uma segunda chance e que ela queria me abraçar e mostrar o real arrependimento por ter feito tantas coisas ruins para mim através dos anos. Disse que faria qualquer coisa até que eu reconsiderasse. Oh vida! Quem conhece a minha história desde que casei, sabe o quanto esta ex já aprontou em nossas vidas. E também sabe o quanto ela já nos enganou e agiu de maneira desonesta, como uma verdadeira cobra. E agora? Também quem me conhece sabe que eu sou uma pessoa que tem principios cristãos regendo a vida, que gosto da Bíblia e que sempre tive facilidade em lidar com perdão e arrependimento, até de quem já me fez muito mal. É minha personalidade. Aí comecei a ter aquela luta interna, se deveria confiar nisto tudo ou simplesmente me proteger e ignorar. Viajamos. Fui pensando o caminho todo nesta situação. Iríamos ficar em um apto vazio de um amigo, mas se fóssemos lá antes, Thomas não chegaria a tempo nem para o final do almoço, porque ele havia atrasado ao passar antes no trabalho. A verdade é que eu querendo ou não, onde ficaria? Um calor de quase 40C no estacionamento, com Loopy na bolsinha dele...resultado inevitável, tive que ir ao almoço, e Loopy também! Chegamos lá e a recepcionista do restaurante avisou que o almoço não havia começado ainda por nossa causa. Estavam esperando há mais de 1 hora. Deixaram Loopy entrar por estar na bolsa fechada. O local era reservado só para a familia. Fazia 3 anos que eu não via a mãe das crianças nem ao longe. Lá estava ela, esperando em pé. Assim que chegamos, ela correu e me deu um abraço...sim, um abraço! Fiquei totalmente perdida, desconfortável, sem graça, e nem sei mais quais palavras posso usar. Agradeceu termos ido. Sentamos. Começaram a servir vários courses, um atrás do outro...e várias bebidas também. Para nós dois havia comida vegetariana especial, detalhe. Tudo era servido por um chef muito bacana e brincalhão. Até meu chá gelado preferido foi servido, coisa da Sarah. Eu estava completamente desconfortável, sem parar de sorrir porque não sabia o que mais poderia fazer...lá estavam além da mãe dos kids o namorado dela, o filho deles com quase 3 anos agora, a avó deles, amigos e o namorado da Sarah. Comecei a tirar fotos para Thomas, que havia pedido, mas ainda muito desconfortável. Conversavam o tempo todo e eu só sorrindo, sem graça. Thomas também desconfortável, visivelmente. Loopy embaixo da mesa, lol! Quando já haviam servido todos os courses e todo mundo estava satisfeito passamos para a outra sala, também reservada, onde estava o bolo e outros doces. Sarah não parava de agradecer minha presença e elogiar meu vestido, meu cabelo, perguntar se eu estava gostando da comida, falando a todos que eu cozinhava bem...eu só pensando, será que estou aqui mesmo ou entrei em uma porta de outra dimensao, onde todo mundo é legal e feliz....Sério, este era meu pensamento mais constante, estava em lalalandia, ou o quê? Mas aí, para minha maior surpresa, lá vem a ex ao meu encontro antes de irmos para a sala do bolo. Me deu um abraço tão apertado que eu nem acreditei, beijos repetidos no meu rosto e começou a falar em meu ouvido: "perdão, perdão, perdão por tudo que já fiz a vcs dois, mas especialmente a você, me perdoe, eu preciso ter esta paz, me perdoe..." e começou a chorar tão fortemente que todo mundo parou pra olhar. Nunca, em nenhum momento de minha vida imaginei estar em uma situação surreal como esta. Nun-ca!! Pedi para ela parar de chorar e que estava tudo bem...queria que ela parasse de chorar e soluçar, porque, nossa, que situação! Fomos para o bolo, ela segurando minha mão...eu estava tão chocada, que não sabia o que fazer. Depois que todos foram servidos, fomos para a cerimonia, no predio ao lado. Aí nos separamos em grupo, mas o meninos ficaram conosco, o menininho Paul também. Aliás, este Paul é uma criança adorável, ficava nos abraçando o tempo todo, enrolado na perna do Thomas (acho que porque os irmãos dele o chamavam de pai ele ficou confuso) e segurando minha mão...senti um carinho enorme pelo Paul, imediato. A ultima vez que eu o vi foi em um recital de piano da Sarah, Paul tinha 3 meses e por eu ter dado a chupeta pra ele, recebi depois o recado da mãe dos kids dizendo que já que eu não tinha filhos também não deveria nem olhar para os filhos dos outros...tem mais maldade que esta? Mas voltando ao assunto, a cerimonia foi bonita e durou 1 hora e meia. Loopy também foi, escondido na bolsa, ninguem viu. Só latiu uma única vez quando sopraram uma buzinha altíssima e seu eu disser que todo mundo olhou para nosso lado nao estarei mentindo..mas não havia como vê-lo, dentro da bolsa, acredito que pensaram que era alguém imitando cachorro, hahahah! Hilário.
No final da formatura nos encontramos no ponto marcado (tinha muita gente mesmo) e fomos tirar fotos com Sarah. Thomas tirou fotos ao lado da ex e dos filhos, claro, como é praxe aqui, e decidimos ir embora, mas antes lá vieram todos eles nos abraçar novamente, a ex outra vez me abraçando e beijando e agradecendo por tudo, pedindo uma nova chance de paz e amor, porque as brigas estavam nos destruindo e a ódio também....lógico que isso não tinha nada a ver comigo porque eu nunca fiz absolutmente nada, só ela, mas enfim, começou a chorar novamente e soluçar...Thomas já ia embora só dando tchau para ela mas ele foi até ele e também o abraçou fortemente, agradecendo por ter ido. O que pode ser mais surreal do que isto? Nós dois saímos de lá completamente chocados com tudo que aconteceu, e sem entender nada. Ficamos só olhando um para outro, porque na verdade, acho que nós dois estavamos achando que tinhamos estado em uma outra dimensão, não a desde mundo...só quem já passou o que passamos com esta ex dele durante estes anos de casamento é que poderia entender...os gritos, os textos ameaçadores, o ódio, as "vinganças"....
No Sábado cedinho passamos pela casa deles pra pegar Levi, o caçula do Thomas para ficar conosco durante o dia...e eles nos contou que a mãe deles havia passado a noite na emergencia do hospital com falta de ar e crise de ansiedade...e era aniversário dela! Que ela tinha passado muitas emoções durante o dia e por isso tinha tido um breakdown..
No final da tarde devolvemos Levi e pegamos a estrada de volta para casa. Enviamos uma msg de texto pelo celular para a ex desejando um Feliz Anivesário e melhoras...ela nos respondeu 1 minuto depois agradecendo e que nós não sabíamos o quanto aquilo significava para ela...
Esta é a novela da vida real...agora não sabemos o que irá acontecer, porque nada é impossível, em se tratando da ex e da maneira como ela vem procedendo através dos anos...mas lá no fundo do coração nós temos a esperança que ela tenha sido sincera e que tudo possa mudar a partir de agora...que esta 'lalalândia" de trégua e felicidade seja verdadeira e não passageira. Será que estamos sendo ingênuos? O que foi tudo isto, afinal? Infelizmente por conta do passado eu tenho que manter meu pézinho atrás...em alerta constante! Hoje eu acordei pensando se havia sonhado com tudo que aconteceu. Difícil acreditar ainda. O que acontecerá nos próximos capítulos, só Deus sabe!

7 comentários:

Helena M. disse...

Debs, sabe o que fiz assim q comecei a ler este post? Chorei! Juro nao consigui conter as lagrimas. E so posso concordar com voce que tdo isso foi surreal. Eu sabia um pouco da sua estoria qdo conversamos. E realmente e tdo muito estranho, mas querida Deus sabe o que faz, se essa mulher realmente se arrependeu, foi Ele quem ajudou.....para que voce tenha uma vida mais tranquila. Porque voce merece! Seja feliz querida! De uma chance a ela, pq tdo mundo merece perdao...mas e claro perdoe com o "bom pezinho atras" , pq nas coisas da vida a gente tem que ser precavida. Mas desejo do fundo coracao que esta paz seja mantida.
Bjaoo

Nani disse...

Nossa Debora que situacao mesmo! Eu sempre digo que nao sei se teria tido coragem de casar com alguem que jah tivesse tido uma esposa antes e pior com filhos do casamento anterior, pois esses serao sempre (querendo ou nao) um elo com a ex. Mas tb conheco muita gente que se da muito bem com a familia da ex, com os enteados, e todos se respeitam. Conheco os que jah pastaram por causa das ex's e enteados. Imagino o quanto tenha sido dificil. Nao sei da sua historia, mas pelo que voce falou ela deve ter tido odio de voce mesmo. Mas olha, eu acredito do fundo do coracao que com o tempo, as pessoas podem mudar sim (se for da vontade delas). O tempo cura muita coisa. Eu jah fiz algo que me arrependo amargamente, e sei que as pessoas que sofreram com o que eu fiz nunca irao me perdoar. Na epoca eu nao achei que fosse algo ruim, mas eu era imatura, e nao pensei, agi no impulso. Foi quando larguei minha segunda host family. Nao tenha uma noite em que eu nao sonhe que eu esteja pedindo perdao a eles. Sabe, eles pensam que eu sou um monstro pela atitude que eu tive. Mas eu sei que eu nao sou. Eu cometi um erro. Acho que ela tb percebeu que o que fez nao foi legal. E que agora, com a vida encaminhada (namorado, filhinho pequeno, filhos crescendo) ela deve ter parado pra pensar que realmente nao vale a pena fazer o que ela tava fazendo antes porque estava acabando com a paz da familia. Acredito que pessoas aprendam sim com os erros, e que as incomoda de uma certa maneira. Eu acho que foi legal da sua parte ter ido. Pois por mais que eles tenham sido ruins pra voce antes, eles realmente insistiram pra voce ir. E a formatura da filha dele (independend de ela ter sido ruim pra voce ou nao) eh importante pro seu marido. Eh um acontecimento importante na vida dele, e ter voce ao lado dele faria isso mais importante ainda. Acho que soh de voce ter ido apoia-lo jah foi otimo. Mesmo que nao sei mportasse com elas, voce foi pra apoiar seu marido. E gracas a Deus tudo saiu bem. Agora ateh eu vou esperar cenas do proximo capitulo haha.
Beijosss

Debora Rocha Muscutt. disse...

Helena...agora eu que chorei, ao ler o que vc escreveu...sim, vc sabe minha história e tudo que passei e venho passando, então vc pode entender o que isto significou pra mim...eu tb acho que para Deus nada é impossível e era talvez fosse a coisa mais impossível do mundo pra acontecer...mas foi real! Ainda estou assustada, temerosa e tb contente por esta sensação de paz, ainda que momentânea, em todos estes 5 anos. O futuro...só Deus sabe o que vai acontecer mas...Obrigada de todo meu coração por seu carinho e seus votos pra nós, significa muito, muito mesmo pra mim!
Um beijo e um abraço beeem apertado!

Debora Rocha Muscutt. disse...

E vc tá certa, Nani, sobre esta questão complicada de casar com alguém divorciado e com filhos, mas na época de namoro eu terminei com Thomas justamente por causa disso...meus medos...só que me coloquei no lugar dele e pensei que se fosse eu, claro que iria querer uma chance tb...e aí foi que tudo começou...mas infelizmente isso não me poupou de muit sofrimento por conta da ex e da menina mais velha ao longo dos anos...havia dias que eu pensava que iria deixar tudo pra trás...só que acreditar numa mudança radical e repentina é assustador mas tb possível! por isso não perca as esperanças com estas pessoas que vc disse que não irão te perdoar...nunca se sabe o dia de amanhã!
Tudo saiu além do esperado desta vez pra nós, e confesso que eu só teria ido mesmo à cerimonia por conta do Thomas, mas depois de tudo, sei lá, acho que foi Deus q me fez ir de qq jeito...não sei ainda, pq o ser humano não é confiável no geral, ainda mais pessoas com passados comprometedores, como é o caso da ex! Não sei, estou tão confusa...quero curtir esta paz momentânea, isso com certeza, faz muito bem! E depois...o que tiver que ser, será! Beijão procê!

Juliana disse...

Fico muito feliz por você, do fundo do meu coração!
Se posso me permitir um comentario, diria que você perdoe, de verdade, de coração! Se você tem Deus em sua vida, se a biblia rege sua vida, você sabe que "perdoar com o pé atras" não é perdoar.
Dê uma chance a essa mulher, acolha o pecador. Pense nela e no quanto ele esta atormentada.
Sei que não é facil, mas seu coração é bom!
Abraços e bênçãos

A e W disse...

Oi amiga, que situacao... Eu concordo com vc, curta a paz momentanea, mas com um pe atras e bem atras pq nela (e em nenhuma ex) se pode confiar... Eh realmente uma situacao complicada e, concordo com sua amiga NIna ai emcima de que filhos do primeiro casamento sempre serao o elo de nossos maridos com as ex, ams assim vamos levando a vida e eh isso ai, tente se manter no seu lugar e nao deixe que a loucura e insanidade dos outros pertube vc e sua paz, curta, sim, esse momento de paz, ams jamais esqueca tudo que passou... E se DEus quiser a paz serah definitiva agora, estarei orando por isso!!!
Um beijao, amiga querida, meus e de sua sobrinha Bella

Gisley Scott disse...

Débora eu admiro muito vc e eu sei que mulher americana é o cão, pq já vivi cenários parecidos[não com as ex do meu esposo mas com mulheres americanas in general].

Espero realmente que ela tenha mudado pq elas podem ser cobrinhas e o cúmulo da falsidade.É impressionante, às vezes fazem cena pra vc se sentir mal e usam o choro como manipulação.

Essa é uma coisa na cultura americana que não gosto, as pessoas não sabem separar as coisas e ainda ficam insistindo que vc aceite certas coisas goela abaixo. Acho isso criancice...

Vamos esperar o melhor e se preparar para o pior.

Bjos!

Feeds

Visitantes online - Welcome!

lineflower_gif