segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Um desabafo

Conforme descrevi no post anterior, estávamos tendo dias bacanas, até ontem, quando a filha mais velha do Thomas chegou por aqui tb pra ficar 1 semana conosco. Engraçado é que ela não veio antes pq queria ficar com a familia do namorado...mas aí nevou muito em Asheville e aqui tb, e Thomas disse que não iria buscá-la no Domingo, e que ela poderia vir de ônibus na Segunda. Tudo bem, até que a menina liga novamente dizendo que a mãe dela a proibia de ficar por lá ou na casa de qualquer amigo dela, que ela teria que vir pra cá de qualquer jeito, pegar o onibus na neve, etc. Fiquei pasma! Ao que parece elas tiveram alguma discussão por lá e a mãe, claro, muito esperta, sabendo a filha que tem, queria mandá-la para cá de qualquer jeito. A menina nem queria vir, mas a mãe disse que se ela não viesse, tomaria o carro dela (emprestado pela mãe). Daí ela veio de onibus, sei lá quantas horas de viagem. Geralmente não descrevo no blog o que acontece em detalhes entre a gente, mas o clima é sempre tenso na minha parte, porque a filha dele é muito diferente dos irmãos. Eu me dou bem com os meninos, muito embora tenhamos problemas com disciplina, bagunça, etc, o que eu não gosto, claro, mas até aceito, até pq é normal na idade deles e sei que eles me amam de verdade... Já a menina é completamente diferente, super mal educada, não me respeita e se acha a dona da casa ou de qualquer lugar, por conta da arrogância incrível que tem. Insuportável! Desculpem, mas preciso desabafar um pouco hoje depois da briga que tivemos ontem à noite. Quem me conhece sabe que eu não sou do tipo que cria nenhum problema com ninguém e não suporto briga. Nunca! Só que ontem eu não aguentei e resolvi não ficar calada, como faço na maioria das vezes com ela. Ela me tratou mal e eu respondi imediatamente. Ela mal havia chegado em minha casa! Mas claro, ao invés de pedir desculpas ou qualquer coisa do tipo já que tinha sido super grosseira comigo, veio toda blazé dizendo que não tinha feito nada de mais e que eu a estava tratando mal. Ahhhh...discussão na certa. Só que eu não tenho nem vontade, nem saúde e nem paciência pra discussões longas e cortei logo o papo dizendo que queria que ela saísse do meu quarto e não aparecesse mais. Dois minutos depois volta ela, pedindo desculpas com sarcasmo. Claro que não aceitei. Ela contestou, eu expliquei os motivos. Ela ficou ali, colada na porta, repetindo mil coisas, dizendo que os psicólogos isso e aquilo sobre relacionamento madrasta-enteada...faça-me o favor! Não será ela que vai ficar me dizendo estas coisas, uma moça super desagradável em todos os sentidos. Falei que não aceitava desculpas vazias e pronto. Foi aí que ela começou a chorar, fazendo um drama barato. O pai dela aqui, do meu lado, contra ela também, qdo viu a filha chorando, ficou quieto. Já vi esta cena do choro muitas vezes, continuei do mesmo jeito. Após ela ter saído novamente, conversei com o pai dela, que está impossível aceitá-la em minha casa. Entendo que ele é o pai dela, que ele a ama, quer por perto às vezes, mas se ela não me respeita, não dá mais. Isso vem acontecendo desde que nos casamos, mas ela era novinha, tinha 12, 13 anos. Agora, com 18, não vejo porque continuar aceitando esta situação. Pronto! Desabafei! Precisava disso hoje. Talvez até apague isso depois, mas hoje eu realmente precisava contar como é difícil ter uma enteada insuportável. Ah, pra terminar, depois de tudo isso, antes de dormir, ela voltou aqui conversando como se nada tivesse acontecido, porque no fundo tem medo de ser proibida de vir aqui. Quem aguenta isso?
Na Sexta-feira ela volta pra casa da mãe e acho que tudo vai ficar melhor!

5 comentários:

Eu disse...

Acho q o fator idade=imaturidade e quem sabe até mesmo ciúmes do pai, talvez estejam fazendo essa menina se comportar dessa maneira. Vc e seu marido devem decidir qual a melhor maneira de lidar com a menina e não esmourecer qdo aparecerem lágrimas vazias.
Essa coisa de ter enteados é complicada mesmo e não te culpo por ter perdido a paciência com ela, até pq, vc está na sua casa e quem manda aí é vc. Não se sinta mal por ter reagido a grosseria dela, as vezes esses jovens precisam mesmo de alguém que lhes dêem uma sacudida para acordarem para a vida, pq pelo visto, nem a própria mãe tem mais paciência com ela.
Muita paciência e boa sorte por aí!
Bjs
Nanda

Elis disse...

Como alguem comentou acima, NAO SE SINTA MAL pq vc nao aguenta mais! Certas coisas a gente suporta e cede em nome do amor, ne? Mas, a verdade, minha amiga, eh q TUDO tem limite nessa vida, eu acho. Eu tenho 2 enteados e gracas a Deus eles ja sao adultos e so vem aqui de vez em quando. Mas, eu sei o quanto deve ser dificil pra vc! O importante eh vc conversar com seu marido a respeito disso esclarecendo a maneira q se sente e o q podem fazer p melhorar essa situacao.
Super abraco p vc e parabens pela coragem em falar. Na verdade, eu acho que falar, desabafar eh sempre uma boa saida p gente se ' aliviar ' das pressoes.

Debora Rocha Muscutt. disse...

Obrigada, Elis, eu gostaria q as coisas fossem diferentes, mas infelizmente estão piorando. Neste exato momento o pai dela está trabalhando e ela veio me atacar no meu quarto, gritando e tudo. Haja saúde pra aguentar, isso tem que acabar.
Um beijo e obrigada!

A e W disse...

Se Deus quiser um dia isso acaba, amiga, vc tem coracao bom e aguenta DEMAIS!!! Que Deus continue lhe dando forcas e que veja a sua luta para que isso acabe. Estou orando por vc SEMPRE

Andrea Langevin disse...

Oi!!Debora
Muito obrigada pelo cartao de Natal via Orkut...Adorei.
Quanto a sua enteada acho que nao vale a pena vc nem responder ela,vc deveria deixar ela falando sozinha...Ficar aguentando desaforo de macaca velha ninguem merece isso,espero que as coisas melhorem....

Feeds

Visitantes online - Welcome!

lineflower_gif